“Culto” no BBB 20 irrita audiência e gera discórdia entre participantes; Saiba mais

A presença de evangélicos no BBB 20 está mudando o perfil da relação entre os participantes que disputam o prêmio de R$ 1,5 milhão. Até um “culto” foi realizado no reality show, o que despertou polêmicas nas redes sociais.

“Fui colocar no BBB e caiu num culto. É normal isso?”, questionou um internauta que expressou sua queixa nas redes sociais. O diretor do programa, J. B. Oliveira, o Boninho, rebateu: “Por que não?”.

O episódio referido ocorreu na madrugada da última terça-feira, 28 de janeiro, e incomodou também outros participantes do programa que não se sentiram à vontade com a situação. O momento religioso foi iniciado por Rafaella, que conseguiu atrair outros confinados. Em poucos minutos, até a música Faz Um Milagre em Mim, de Regis Danese, foi cantada na roda.

Thelma Assis e Babu Santana não curtiram o “culto” por considerarem a reunião forçada e desrespeitosa. “Sou religiosa, mas não me sinto à vontade de fazer uma roda de oração no meio do negócio, parece forçado. Parece coisa de criar VT”, criticou a médica.

O ator Babu Santana, ligado às religiões de matriz africanas, seguiu a mesma linha: “A gente está num jogo entre bebida e entretenimento. Jogar religiosidade é falta de respeito. Um milhão [de reais] cai bem pra todo mundo, mas o limite do meu desejo é a minha dignidade”, afirmou.

A repercussão do momento de fé dos participantes gerou polêmica nas redes sociais entre internautas que acompanham o BBB 20: “Não pagamos Universal, e sim BBB”, disse uma seguidora do perfil de Boninho, de acordo com o portal TV Foco.

“Se eu quiser ver culto, pago o PlayPlus da Record! Prevejo a mesma porcaria do BBB19”, reclamou outra. Em meio a toda polêmica, houve quem defendesse a liberdade dos participantes em expressarem sua fé no programa.

Em meio a toda essa polêmica, um dos participantes que se identificou como evangélico e assexual, Victor Hugo, aproveitou o espaço para criticar sua antiga congregação: “Fui rejeitado, não sou aceito na igreja. Começou com minha irmã que falou que era trans. Vocês estão me dando muito carinho aqui, agradeço demais”, disse ele em meio a soluços.

✨🌸Jana✨🌸@JanayBand
 

Que merda é essa, teve louvor no gramado??
Eu gelei desde o dia em q rafa resolveu fazer oração na refeição.

Pra mim, euzinha, manifestações religiosas num reallity é marketing, é golpe. Reze lá em silêncio e pronto.DETESTEI!!

Vídeo incorporado
64 pessoas estão falando sobre isso
 
 
De Cara Pra Lua@DeCaraPraLua
 

Mas não no BBB. Porque a palavra de Deus é amor e compreensao e o jogo BBB precisa da disputa, da ganância, da puxada de tapete e tensão para acontecer. Ninguém pagou o PPV para sentar em casa e rezar junto com eles. https://twitter.com/Trippyvibz/status/1222123108179546116 

mirelle 👽@Trippyvibz
Respondendo a @DeCaraPraLua

Pregai o evangelio a toda criatura Marcos- 16:15-18

23 pessoas estão falando sobre isso
 
 
Cris Soares@crissoaressp
 

O bizarro é que usar a religião como forma de obter lucro é um truque tão velho que a única passagem bíblica na qual Jesus demonstrou outra atitude diferente de compaixão e amor foi para combater este tipo de coisa. Vc que defende a “igrejinha” no deveria ler a Bíblia

26 pessoas estão falando sobre isso
 
Fonte Gospel Mais.
 
Aílson Garcia
Administrador em Ajduk's
Sou Ailson Garcia. Tenho 41 anos e sou o criador do portal gospel Ajduk's. Também sou locutor da rádio Ajduk's, editor do portal, fotógrafo, técnico de som e administrador direto da rádio. Sou casado com Andreia Garcia e moramos em Tupã desde 1988. Desde 2000 sou cristão dedicado a levar a palavra de Deus para o mundo. Tenho prazer em fazer a obra de Deus e através deste ministério alcançar vidas em todo o mundo com a ajuda da internet.
Aílson Garcia on EmailAílson Garcia on FacebookAílson Garcia on InstagramAílson Garcia on TwitterAílson Garcia on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: