“Fui liberto”, declara homem que foi drag queen por 20 anos e se entregou a Jesus

Um ex drag queen que se tornou cristão após 20 anos vivendo segundo a compreensão do modo de vida LGBT compartilhou seu testemunho de transformação e falou sobre sua dedicação ao combate ao progressismo.

Atuando como líder de uma entidade conservadora, Kevin Whitt recentemente esteve no centro de uma polêmica por organizar um protesto em frente a uma biblioteca na cidade de Dallas, Texas (EUA) contra a apologia ao modo de vida LGBT.

Kevin, além de escritor, é o diretor da filial da MassResistance, uma organização ativista social de postura conservadora, na capital do Texas. Durante o protesto, ele compartilhou parte de sua história de vida como forma de legitimar sua manifestação em crítica ao progressismo.

“Eu era uma prostituta transexual e drag queen há 20 anos”, disse durante seu discurso no protesto realizado em julho. “Eu costumava atuar em todos os locais de drags em Dallas. Eu costumava hospedar meus próprios drag shows há mais de 20 anos. E então, cinco anos e meio atrás, encontrei Jesus e fui libertado”, declarou Kevin, segundo informações do portal Christian Headlines.

O testemunho de Kevin é detalhado no livro God Saved the Queen: A Drag Queen’s Journey from the Stage to the Pulpit (“Deus salvou a rainha: a jornada de um drag queen do palco ao púlpito”, em tradução livre do inglês), que deverá ser publicado em breve.

No livro autobiográfico, Kevin conta que “não estava procurando por Deus”, mas ainda assim sua atenção se voltou a Deus através de “uma série de circunstâncias”.

“Eu não estava procurando por uma mudança”, disse ele. “Eu pensei que amava estar nesse estilo de vida. Mas Deus apenas capturou meu coração e eu entreguei minha vida a Deus. E eu fui liberto e cheguei a Jesus. E desde então, minha vida tem sido muito melhor do que nunca. Estou muito mais feliz do que nunca”.

“Sempre que estava no estilo de vida [LGBT], ficava muito deprimido […] precisava ficar bêbado o tempo todo. [Eu estava] dormindo com todos os tipos de homens diferentes. Quer dizer, eu dormi com provavelmente cinco caras em um dia. Eu era sexualmente muito pervertido”, acrescentou.

Em seu relato, Kevin Whitt contou que foi molestado quando criança. Um terapeuta diagnosticou-o com disforia de gênero e disse que ele “deveria ser apenas uma mulher”. Essa postura do especialista o influenciou por anos, mas inevitavelmente ele encontrou a Jesus Cristo e abandonou seu estilo de vida.

Em sua jornada, ele combate os “teólogos pró-gays” que declaram que a Bíblia apoia a homossexualidade, pontuando que as Escrituras formam uma “verdade inerrante e infalível”, e lá a homossexualidade é descrita como uma escolha pecaminosa: “É muito, muito claramente escrito. Não há como distorcer as Escrituras em torno disso”, finalizou o escritor.

Fonte Gospel Mais.

Aílson Garcia
Administrador em Ajduk's
Sou Ailson Garcia. Tenho 41 anos e sou o criador do portal gospel Ajduk's. Também sou locutor da rádio Ajduk's, editor do portal, fotógrafo, técnico de som e administrador direto da rádio. Sou casado com Andreia Garcia e moramos em Tupã desde 1988. Desde 2000 sou cristão dedicado a levar a palavra de Deus para o mundo. Tenho prazer em fazer a obra de Deus e através deste ministério alcançar vidas em todo o mundo com a ajuda da internet.
Aílson Garcia on EmailAílson Garcia on FacebookAílson Garcia on InstagramAílson Garcia on TwitterAílson Garcia on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: