Felipe Neto tripudia sobre Malafaia por crise na Central Gospel e fala sobre processo

A crise que a Editora Central Gospel atravessa, com pedido de recuperação judicial feito pelo pastor Silas Malafaia, virou motivo de chacota nas redes sociais pelo youtuber Felipe Neto, antigo desafeto do líder assembleiano, que está movendo um processo contra ele.

Na última segunda-feira, 05 de agosto, Felipe Neto usou as redes sociais para revelar os motivos pelos quais está sendo processado por Malafaia, e ironizou: “Faça o bem e você provavelmente seguirá recebendo o bem. Faça o mal… e veja até quando durará seu sucesso”.

Malafaia entrou com pedido de recuperação judicial no começo de junho deste ano, e gravou um vídeo explicando que a queda nas vendas decorrente da crise econômica vivida pelo país se tornou insustentável para sua empresa, e por isso, decidiu recorrer a esse instrumento legal para tentar salvar a editora.

“Um dos setores da economia mais afetados pela crise foi o setor editorial. A [livraria] Cultura, Saraiva, estão em recuperação judicial. O Grupo Abril, um dos maiores grupos editoriais desse país está em recuperação judicial”, contextualizou o pastor na ocasião, dizendo que as vendas atuais representam 25% do volume de anos anteriores à crise.

“Acabei de saber que Silas Malafaia entrou com pedido de recuperação judicial em sua empresa, após declarar que não consegue vender nem 25% do que vendia em outros tempos. A justiça humana pode falhar, amigos. Mas a justiça do caráter, essa muitas vezes resolve”, tripudiou Felipe Neto no Twitter, ignorando o fato de que a possibilidade de falência significa a perda de empregos.

Bate-boca

youtuber fez uma série de publicações no Twitter explicando que está sendo processado por Malafaia por conta da discussão que ambos tiveram na ocasião que o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) pediu que cristãos, evangélicos e católicos, boicotassem os filmes e desenhos da Disney por conta do que classificou como uma iniciativa de doutrinação.

A sugestão de boicote foi feita por Malafaia quando o desenho animado Star vs. as Forças do Mal, voltado para crianças, exibiu um beijo homossexual durante um episódio. “Um alerta às famílias e aos pais: lamentavelmente a Disney resolveu comprar a agenda gay, colocando em desenhos e filmes, para crianças, a questão do homossexualismo. Não tem coisa mais asquerosa, nojenta, do que erotizar crianças”, afirmou o pastor Silas Malafaia à época.

A situação virou um verdadeiro bate-boca entre o pastor e o youtuber através das redes sociais. Felipe Neto decidiu provocar o pastor dizendo que faria publicidade gratuita para empresas que contrariassem os valores defendidos por Malafaia.

“Para acabar de vez com essa sua palhaçada, eu vou fazer o seguinte: a partir de hoje, todas as empresas que Silas Malafaia promover boicote usando seus fiéis, eu vou fazer campanha de graça. É exatamente isso. Empresas de todo o Brasil, quer (sic) ganhar publicidade gratuita no meu canal? Irrite Silas Malafaia. Se você fizer que ele organize um boicote à sua marca, eu farei campanha gratuita”, declarou Felipe Neto em março de 2017.

Malafaia, que não costuma fugir de embates, anunciou que processaria todas as pessoas com influência nas redes sociais que o difamassem, e dirigiu-se diretamente a Felipe Neto para comunicá-lo sobre o processo: “É uma honra ser caluniado por um inescrupuloso como você. Vou lhe dar a chance, na justiça, para você provar o que falou […] Não adianta retirar o vídeo , já está gravado. Difamar, caluniar são armas dos incompetentes que não sabem discutir ideias”.

O processo

Agora, com a situação de crise na Editora Central Gospel, Felipe Neto usou o Twitter para falar sobre o processo movido pelo pastor, e afirmou que não aceitou uma oferta de acordo feita por Malafaia, que incluía a remoção de um vídeo com ataques e um pedido de desculpas público.

“Silas Malafaia está me processando criminalmente, buscando minha condenação à prisão, simplesmente por eu ter acabado com seu esquema de boicotes à empresas que apoiam causas LGBT. Meu vídeo continua no ar, minha luta contra o processo será até o fim… Quando me processou na justiça criminal, sua estratégia de silenciamento era de que eu ficaria com medo e aceitaria o acordo. Então ele apareceu na audiência de conciliação, pomposo, dizendo que era só eu deletar o vídeo e pedir desculpas publicamente que ele removeria o processo”, contou o youtuber na última segunda-feira, 05 de agosto.

“Quando eu deixei claro que ele poderia me processar 800x e eu jamais iria me permitir silenciar, e que não aceitava o acordo, ele ficou uma fera. Claramente não esperava por isso. Ele achava que estava lidando com um menino do YouTube. Saiu de lá sabendo onde tinha se metido”, acrescentou Neto.

Ao final, o desafeto de Malafaia garante que não aceitará novas ofertas de acordo, mesmo com o risco de ser condenado: “O processo segue correndo. Ele busca minha condenação com sentença de prisão, simplesmente por eu ter feito meu papel de ser humano e defendido outros seres humanos. E eu posso vir a ser condenado, podem mover mundos para me calar, mas nunca irei deixar de lutar”, concluiu.

Felipe Neto

@felipeneto

Silas Malafaia está me processando criminalmente, buscando minha condenação à prisão, simplesmente por eu ter acabado com seu esquema de boicotes à empresas q apoiam causas LGBT.

Meu vídeo continua no ar, minha luta contra o processo será até o fim…

Continua na thread.

Ver imagem no Twitter
10,9 mil pessoas estão falando sobre isso
Fonte Gospel Mais.
Aílson Garcia
Administrador em Ajduk's
Sou Ailson Garcia. Tenho 41 anos e sou o criador do portal gospel Ajduk's. Também sou locutor da rádio Ajduk's, editor do portal, fotógrafo, técnico de som e administrador direto da rádio. Sou casado com Andreia Garcia e moramos em Tupã desde 1988. Desde 2000 sou cristão dedicado a levar a palavra de Deus para o mundo. Tenho prazer em fazer a obra de Deus e através deste ministério alcançar vidas em todo o mundo com a ajuda da internet.
Aílson Garcia on EmailAílson Garcia on FacebookAílson Garcia on InstagramAílson Garcia on TwitterAílson Garcia on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: