Porta dos Fundos faz cena de beijo gay entre Jesus e Judas

A frequência com que o canal de humor Porta dos Fundos tem usado a Bíblia para seus esquetes aumentou, assim como o a acidez do que entendem como piada. O mais novo deboche com a fé cristã envolve um beijo gay de Judas em Jesus, no contexto da traição que levou o Filho de Deus à crucificação.

Protagonizado por Gregório Duvivier, ativista ateu e militante de esquerda, o vídeo “Beijo” traz diálogos pornográficos entre o personagem Judas e um soldado romano, que teria ciúmes do discípulo traidor.

A sugestão de um relacionamento homossexual entre Judas e o soldado não é a única agressão à narrativa apresentada na Bíblia: com a desculpa de fazer humor, o Porta dos Fundos se aproveita para sugerir que Judas seria uma espécie de ovelha negra com atrações sexuais pelos demais discípulos, como o diálogo ao final do vídeo sugere.

Na cena em que Judas beija Jesus, ele se maquia e agarra o nazareno pelo rosto, por cima da mesa em que estava sendo realizada a ceia que antecedeu a traição. Indignado com o beijo na boca, o soldado pede que ele pare com a carícia.

Desrespeito

Nos últimos meses, o uso da fé cristã como matéria-prima para piadas no Porta dos Fundos cresceu. O ateísmo militante de dois de seus fundadores, Gregório Duvivier e Fábio Porchat – que declarou que crer na Bíblia Sagrada é maluquice – se torna agressão com esquetes que se valem das figuras de Deus e Jesus Cristo.

 

Em junho do ano passado, durante um processo por conta do vídeo “Ele Está no Meio de Nós”, o grupo se recusou a remover o esquete de seu canal. A piada sugere Jesus interessado em pornografia e sexo a três.

Já em dezembro, no “Especial de Natal” veiculado pelos humoristas na Netflix, uma paródia do filme Se Beber, Não Case usando Jesus e seus discípulos como personagens de uma noitada às vésperas da crucificação causou indignação entre cristãos católicos e evangélicos.

Mais recentemente, já em maio deste ano, o grupo lançou um vídeo com deboche das igrejas neopentecostais, com atores encenando possessões demoníacas, e o personagem de Duvivier abusando da ironia para acusar essas denominações de serem caça-níquel. “As igrejas de pobre dão mais valor”, diz o demônio que se apoderou do personagem.

Fonte Gospel Mais.

Aílson Garcia
Administrador em Ajduk's
Sou Ailson Garcia. Tenho 41 anos e sou o criador do portal gospel Ajduk's. Também sou locutor da rádio Ajduk's, editor do portal, fotógrafo, técnico de som e administrador direto da rádio. Sou casado com Andreia Garcia e moramos em Tupã desde 1988. Desde 2000 sou cristão dedicado a levar a palavra de Deus para o mundo. Tenho prazer em fazer a obra de Deus e através deste ministério alcançar vidas em todo o mundo com a ajuda da internet.
Aílson Garcia on EmailAílson Garcia on FacebookAílson Garcia on InstagramAílson Garcia on TwitterAílson Garcia on Youtube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: