A Morte quando Virá? Como Viria? Você está Preparado?

Torcedor que morreu ao cair do Morumbi via seu 1 jogo no estádio!

A mãe do torcedor Bruno Pereira da Silva, de 23 anos, foi na manhã desta segunda-feira (27) ao Instituto Médico Legal (IML) na região central de São Paulo para reconhecer o corpo do filho. O jovem morreu após cair do alto do anel superior do estádio do Morumbi, na tarde deste domingo (27). Ele será enterrado em Pindamonhangaba, onde ele morava.

Bruno caiu do lado de fora do estádio, de uma altura de 25 metros. Ele sofreu ferimentos na cabeça e uma fratura exposta na perna direita. Foi socorrido e morreu a caminho do hospital.

Torcedor Bruno Pereira da Silva, de 23 anos

Era a primeira vez que ele ia a um jogo do São Paulo. O torcedor foi à capital paulista com amigos para ver o clássico entre São Paulo e Corinthians pelo Campeonato Paulista.

“Ele sempre torceu pelo São Paulo e o sonho era vir conhecer o estádio. Aí ele veio realizar este sonho”, disse Joelma Aparecida da Silva, mãe de Bruno.

O rapaz trabalhava como ajudante de pedreiro e era pai de duas crianças – uma menina de 10 meses e um menino de quase 3 anos.

O corpo de Bruno chegou por volta de 0h15 ao IML Central, onde foi feita a autópsia.

Em imagens registradas pelo GloboEsporte.com antes do jogo começar, é possível ver um grupo de pessoas escalando as barreiras da arquibancada para ir de um setor para outro. Muitos conseguem passar a grade.

De repente, algo dá errado, e os torcedores começam a olhar para baixo e para fora do estádio.

Segundo um amigo de Bruno que foi ao IML, a queda aconteceu em outro setor do estádio, onde a divisória é feita por telas de acrílico.

Em nota, o São Paulo Futebol Clube disse que “lamenta profundamente o acidente envolvendo um torcedor antes da partida contra o Corinthians neste domingo (26), no Morumbi. O clube prestou atendimento imediato logo após a queda do torcedor que tentava acessar outro setor do estádio pulando sobre uma das divisões da arquibancada. O torcedor acidentado foi atendido pela equipe médica contratada pelo clube e levado pela ambulância imediatamente para o Hospital Municipal do Campo Limpo. O clube segue acompanhando o caso”.

Segundo a mãe de Bruno, ninguém do clube entrou em contato com a família do torcedor.

Rapaz que morreu de infarto fato real

A morte repentina de Bruno Raniele de Souza (foto) pegou de surpresa familiares e amigos. O jovem lafaietense foi vítima nesta quarta-feira, 8/01, de infarto. O corpo está no velório Sagrado Coração de Jesus, em Lafaiete, de onde sairá às 15 horas para ser sepultado às 18 horas no cemitério em Casa Grande.

A morte do rapaz, de apenas 18 anos, contraria o senso comum de que a doença atinge apenas pessoas mais velhas devido à probabilidade de a saúde de seus organismos estar mais debilitada. Entretanto, isso não reflete a realidade. Diversos adultos e jovens já passaram pela experiência de um infarto. Isso acontece devido a alguns fatores de risco que propiciam um mau funcionamento da atividade cardíaca, facilitando a ocorrência de um infarto. Pessoas próximas à família de Bruno Raniele informaram ao Fato Real que a mãe dele faleceu há poucos anos, com problemas cardíacos.

Fatores de risco

Os principais fatores de risco que podem levar uma pessoa ao infarto são tabagismo, hipertensão arterial, alto índice de colesterol no sangue, sedentarismo, obesidade, ansiedade, estresse emocional, além de histórico familiar de problemas coronarianos. O infarto não acontece somente por causa de um fator de risco – normalmente é o acúmulo de mais de um – como, por exemplo, hábitos alimentares ruins e falta de atividades físicas afetam a saúde tornando perigosas as suas ocorrências: colesterol alto e obesidade.

“Em jovens mais novos que 35 anos, notamos que as causas mais frequentes de infarto são as drogas ilícitas, principalmente cocaína e derivados”, salienta o professor e cardiologista Dr. Gilson Feitosa. Já em pessoas acima dessa idade o médico diz que o cigarro é um dos principais vilões. “Sabemos que o risco de infarto entre pessoas com idade entre 35 e 45 anos é mais alto quando existe o consumo do tabaco. A anfetamina, uma droga ilícita, oferece risco também”, explica o médico.

Outras causas de infarto em jovens são ocasionadas pelas as arterites autoimunes: inflamações nas paredes das artérias; e trombofilia: formação de coágulos no sangue.

 

Jovem de 21 anos morre ao sofrer infarto fulminante durante cavalgada!

Um estudante de 21 anos morreu após ter um infarto fulminante durante um treinamento da prova do laço na noite deste sábado (1º) em um sítio de General Salgado (SP). Delvair Scaldelai Neto morreu na hora, em cima da égua com quem competia em pequenos campeonatos em cidades da região noroeste paulista. O jovem estudava técnico em agrícola na Unesp de Jaboticabal (SP) e estava de férias na casa dos pais.

Segundo informações da mãe da vítima, Adriana Scaldelais, Delvai estava em uma chácara com amigos quando começou a passar mal. “Como algumas pessoas se reúnem para jogar futebol, os amigos do meu filho se reuniam para montar. Eles estavam brincando, não era nada diferente do que ele já fazia quando competia. No entanto, neste dia, ele reclamou de muita fome e disse ao amigo que estava tremendo, mas achou que fosse falta de alimentação mesmo. Minutos depois ele já desmaiou e caiu. Uma enfermeira, que estava com os amigos, prestou os primeiros socorros até a chegada da ambulância, mas ele já havia morrido”, conta a mãe.

A vítima foi levada à Santa Casa da cidade, que tentou reanimar o estudante, sem sucesso. “Os médicos nos disseram que ele tinha arritmia cardíaca, mas ele nunca apresentou sintoma nenhum. Ele apenas reclamava indigestão quando comia, mas nada mais que isso, era completamente saudável, não fumava, não bebia, era esportista. Foi uma fatalidade. Meu filho deixa agora uma família que o amava muito e muitos, muitos amigos, ele era muito querido por todos”, diz a mãe.

O corpo foi velado durante neste domingo (2) em General Salgado e levado para Catanduva (SP), onde foi enterrado na manhã desta segunda-feira (3), no cemitério Nossa Senhora de Fátima.

A morte não avisa quando ela vem, não há idade, não importa a hora o local onde a pessoa esteja, uma coisa é certa, um dia ela virá, a pergunta é? Você se preparou para este momento? Como você está, como está seu contato com Deus? Após a morte pra onde você irá? Céu ou inferno, você já parou para pensar nisto. Nesta vida fazemos planejamentos pra tantas coisas, menos para a nossa vida, após a morte. Pense nisto!

 

 

Reflexão: Você sabe para onde vai sua alma, céu ou inferno?

 

Compartilhe
Edilson Marini
Colunista em Ajduk's

Sou o pastor Edilson Marini e há 21 anos eu pastoreio igrejas. Fui chamado ainda muito jovem, e hoje aos 40 anos tenho o meu próprio ministério na Igreja Pentecostal Restauração da Glória de Deus, em Tupã/SP.


Edilson Marini on Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: